Acessibilidade nos Caminhos de Santiago: Um longo caminho a percorrer

Conference proceedings article


Authors/Editors


Research Areas


Publication Details

Author list: Silva MF, Borge I
Publication year: 2019
Start page: 84
End page: 102
Number of pages: 19
Languages: Portuguese-Portugal (PT-PT)


Abstract

O trabalho aqui apresentado tem vindo a ser desenvolvido desde 2017, tendo por base um projeto de investigação intitulado Avaliação de Impactes do Turismo Religioso e do Turismo Acessível nos Caminhos de Santiago. Este projeto estuda a problemática dos impactes do turismo religioso e das peregrinações a Santiago, entre o Porto e Valença, mas, sobretudo, os problemas de acessibilidade, quer do património cultural - nomeadamente o arquitetónico religioso que possui uma relação direta com esse roteiro -, quer dos albergues de peregrinos, bem como outros tipos de alojamento e, naturalmente, do próprio caminho. Turismo Acessível, Turismo Inclusivo ou sem Barreiras entre outras designações pode, também, ser definido como turismo e viagens acessíveis a todas as pessoas, incluindo todos aqueles que apresentem, temporariamente ou permanentemente, limitações de mobilidade, de audição, de visão, cognitivas, intelectuais ou psicossociais. Contudo, trata-se de uma área de investigação recente e sobre a qual existe pouca investigação produzida e publicada. Contextualizado o tema, podemos referir que, neste artigo, centramos o nosso estudo no troço do Caminho Central Português, entre o Porto e Valença, uma vez que o estudo do Caminho da Costa é apenas abordado sumariamente por o seu estudo estar em fase inicial.


Keywords

No matching items found.


Documents

No matching items found.

Last updated on 2020-24-04 at 15:10