O SIG Ria de Aveiro enquanto ferramenta de apoio ao desenvolvimento do turismo

Article de compte rendu de la conférence


Auteurs / Editeurs


Domaines de Recherche


Détails sur la publication

Liste des auteurs: Albuquerque H, Martins F, Galiza L
Editeur: Universidade de Aveiro
Place: Aveiro
Année de publication: 2013
Page d'accueil: 585
Dernière page: 589
Nombre de pages: 5
Languages: Potugais-Portugal (PT-PT)


Résumé

O desenvolvimento e modernização da atividade turística têm sido impulsionados pela tecnologia das comunicações e dos transportes. Estes fatores conduziram à existência de novos e diversificados interesses turísticos, que por sua vez resultaram na emergência de novos destinos turísticos. É no entanto necessário que o desenvolvimento destes destinos turísticos seja efetuado de forma sustentável, tendo em conta os recursos naturais e culturais existentes e o bem-estar das comunidades locais. Desta forma, é importante o desenvolvimento de ferramentas que possibilitem e facilitem a gestão integrada dos vários destinos e produtos turísticos, mas que ao mesmo tempo, sirvam de ferramenta de promoção turística. Neste sentido, a disponibilização da oferta turística através dos Sistemas de Informação Geográfica (SIG) e a sua disponibilização em ambiente web, permite ao potencial visitante, tomar conhecimento, num contexto espacial, da diversidade de recursos e produtos que pode encontrar ao visitar uma determinada região, bem como servir de ferramenta de apoio à gestão e planeamento da atividade turística. O Pólo de Marca Turística “Ria de Aveiro”, localizado na região Centro de Portugal, abrange os onze municípios da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA): Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Murtosa, Oliveira do Bairro, Ovar, Sever do Vouga e Vagos. No âmbito do Projeto PRORia – Implementação e Promoção do Pólo de Marca Turística Ria de Aveiro, ao abrigo do Eixo 4 do Programa PROMAR (programa Operacional Pescas 2007/2013), foi desenvolvido o Sistema de Informação Geográfica (SIG) Ria de Aveiro, disponibilizado em ambiente web. O levantamento dos recursos foi efetuado tendo em conta os diversos produtos estratégicos definidos pela Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal (TCP) e tendo como elemento agregador e identificador da região a Ria de Aveiro, possibilitando criar uma maisvalia em termos atrativos, bem como promover a região em torno de um elemento natural caracterizador. A criação da plataforma SIG e a sua disponibilização em ambiente web permite que os potenciais visitantes desta região percecionem a diversidade de recursos e produtos que podem encontrar, nomeadamente os mais ligados às comunidades costeiras, como a cultura da pesca e a salicultura, bem como os mais direcionados para a prática de um turismo de natureza, como a identificação de percursos pedestres e clicáveis, áreas de interesse natural e locais de observação de aves. Não obstante, a presença do ecossistema Ria de Aveiro anuncia o grau de sensibilidade ambiental e paisagística que qualquer estratégia de desenvolvimento turístico deve integrar necessitando, dessa forma, de respeitar o suporte biofísico existente. É assim importante criarem-se ferramentas e mecanismos que possam auxiliar o desenvolvimento dessa estratégia turística, tendo em conta os recursos presentes, pelo que o desenvolvimento e implementação do SIG Ria de Aveiro permitirá auxiliar as entidades competentes (TCP, CIRA, Municípios) no planeamento da atividade turística desta região e no ordenamento dos espaços e respetivas infraestruturas existentes. É possível, através da consulta da base de dados criada, fazer uma análise de todos os recursos, de forma integrada, podendo esta análise ser realizada tendo em conta a distribuição espacial ou tendo em conta as características descritivas de cada recurso georreferenciado. Com este artigo pretende-se atingir dois objetivos: • Evidenciar as potencialidades da utilização dos sistemas de informação geográfica no contexto da análise espacial e planeamento da atividade turística • Avaliar a capacidade do SIG como ferramenta de apoio à gestão integrada da atividade turística, permitindo uma melhor articulação entre as diversas entidades competentes, de forma a construir lógicas de intervenção que se revelem complementares, articuladas e capazes de gerarem sinergias na dinâmica do processo de desenvolvimento.


Mots-clés

Pas d'articles correspondants trouvés.


Documents

Pas d'articles correspondants trouvés.

Dernière mise à jour le 2019-09-08 à 00:15