Eventos estressores em crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Porto Alegre

Journal article


Authors/Editors


Research Areas


Publication Details

Author list: Koller S, Poletto M, Dell'Aglio D D
Publisher: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Publication year: 2009
Journal: Ciência and Saúde Coletiva (1413-8123)
Volume number: 14
Issue number: 2
Start page: 455
End page: 466
Number of pages: 12
ISSN: 1413-8123
Languages: Portuguese-Brazil (PT-BR)


Abstract

O presente artigo investigou a ocorrência e o impacto de eventos estressores para 297 crianças/adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Porto Alegre (ambos os sexos; 7-16 anos, M = 11,22; SD = 2,13). O grupo 1 (G1) consistiu em 142 participantes, que viviam com suas famílias e o grupo 2 (G2), em 155 institucionalizados. Todos foram entrevistados e responderam individualmente ao Inventário de Eventos Estressores na Infância/Adolescência. Os eventos estressores mais freqüentes para amostra total foram: cumprir ordens dos pais (85,2%); discussão com amigos (72,9%); morte de familiares (71,8%); reprovação escolar (69,2%); e brigas com irmãos (68%). Um teste t de Student revelou diferença significativa entre G1 e G2 (p< 0,001) na variável ocorrência de eventos estressores, sendo que G2 apresentou médias mais altas (M = 26,79; SD = 8,67) que G1 (M = 19,16; SD = 9,37). Os eventos que tiveram maior impacto na amostra estudada foram: morte dos pais e amigos, estupro, rejeição de familiares e sofrer violência. Não houve diferença significativa entre meninos e meninas (p>0,05). A alta ocorrência e impacto de eventos estressores expõem a situação de vulnerabilidade social e familiar, presença de violência e privação de recursos em ambos os grupos.


Keywords

Adolescentes, Crianças, Eventos stressantes, Impact


Documents

No matching items found.

Last updated on 2019-13-08 at 00:15